Página Inicial Administração Ouvidoria Serviços Cursos Eventos Programas, Projetos e Ligas Revista HUGV Telefones Úteis Localização Downloads Links
Institucional
 


MISSÃO

Cultivar o saber em todas as áreas do conhecimento por meio do ensino, da pesquisa e da extensão, contribuindo para a formação de cidadãos e o desenvolvimento da Amazônia.


VISÃO

  • Reconhecimento da excelência alcançada do ensino público, na produção científica e na contribuíção para o desenvolvimento social;
  • Servidores capacitados, valoizados e comprometidos com a missão;
  • Infra-estrutura adequada para a missão;
  • Gerenciamento eficaz po informações dos processos administrativos acadêmicos e técnicos.

HUGV, breve relato de sua história

Criação do Hospital Getúlio Vargas

Em 1965, por iniciativa do Governo Estadual do Amazonas, foi inaugurado o Hospital Getúlio Vargas, como era conhecido. Hospital bem moderno, bem equipado para os padrões daquela época. Servia à clientela amazonense e territórios limítrofes. Suas atividades básicas eram fundamentais na assistência médica em clínica e cirurgia geral. Fazia parte de sua estrutura um pequeno Ambulatório e um Pronto Socorro, o maior e mais importante da cidade de Manaus, originário do SANDU.


A população de Manaus girava em torno de 300.000 habitantes. Os leitos dos hospitais filantrópicos somados aos do HGV eram suficientes para atender a demanda espontânea. Não havia crise de leitos hospitalares.

Primeiros Anos...

Em 1967 implantou-se a Zona Franca de Manaus, importante pólo de desenvolvimento para o Estado e para a Região Amazônica. Com o surgimento das indústrias houve intensa migração das populações interioranas para a Capital, Manaus. Esse crescimento populacional não foi acompanhado de um programa de infraestrutura adequado, sobretudo na área de saúde. A Faculdade de Medicina teve o seu curso implantado em 1965 que estrategicamente iniciou seu funcionamento nas dependências do Grupo Escolar Plácido Serrano localizado ao lado do HGV. Apenas 10 leitos do Hospital eram destinados aos estudantes de medicina. Essa situação tornou-se conflituosa quando novas turmas de alunos surgiram através dos exames vestibulares nos anos subseqüentes. O quadro agravou-se quando a Universidade recebeu alunos de Medicina de outros Estados brasileiros, considerados excedentes em outras Universidades do Brasil.

Reconhecimento e Denominação como Hospital Universitário

Em 1981, a pressão crescente entre a Faculdade e a Direção do Hospital desencadeia vigoroso movimento estudantil apoiado por alguns professores da Faculdade de Ciências da Saúde. As negociações entre a Universidade e o Governo do Estado chegam a bom termo e assim o HGV é cedido à Universidade do Amazonas através do Termo de Convênio celebrado entre o Governo do Estado do Amazonas, com o objetivo de promoverem a transformação do Hospital Getúlio Vargas da Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas em um Distrito Docente Assistencial do sistema Único de Saúde e administrado em regime de co-gestão, pelo prazo de 10 anos. De imediato passou a ser chamada de Hospital de Ensino Getúlio Vargas.

Em 4 de fevereiro de 1983, através do Decreto n.º 6994, publicada no D.O.G. na mesma data, o então Governador do Estado, Dr. Paulo Pinto Nery, por proposição do hospital negociada através da Secretaria de Saúde e de mensagem parlamentar, doou à Fundação Universidade do Amazonas o imóvel e seu patrimônio. O hospital passou então a ser reconhecido e denominado Hospital Universitário Getúlio Vargas, para servir como campo de estágio aos cursos da área da saúde.

De imediato passou a ser chamado de Hospital de Ensino Getúlio Vargas-HEGV. Logo, no início do ano de 1983, o então Governador do Estado Dr. Paulo Pinto Nery por proposição do Hospital negociada através da Secretaria de Saúde e de mensagem parlamentar, sancionou Lei doando o Hospital e seu patrimônio à Universidade do Amazonas. O Hospital passou então a ser reconhecido e denominado Hospital Universitário Getúlio Vargas -HUGV.

 

 
 
Hospital Universitário Getúlio Vargas © 2008 - Todos os direitos reservados
Avenida Apurinã, nº 4, Praça 14 de Janeiro CEP: 69020-170 - Manaus / AM - Fone (92) 3305-4764